Como fazer o registro de marca?

Um dos bens industriais reconhecidos no direito brasileiro na Lei de Propriedade Industrial (LPI) é a marca. Essa lei estabelece em seu artigo n° 122 que “os sinais distintivos visualmente perceptíveis, não compreendidos nas proibições legais” são registráveis como marca. O registro deve ser realizado no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) para proteger e garantir os direitos de uso e propriedade da marca.

Um dos patrimônios mais importantes de uma empresa é a marca, pois pode ser explorada de diversas formas, gerando lucros constantes, além de ser a identificação da empresa e a principal ligação dela com o cliente. Devido a essa grande importância, é preciso que o empresário invista na proteção da sua marca e identidade do seu produto ou serviço.

Por meio do registro da marca, o empresário consegue a proteção contra pessoas que possam copiar sua ideia e, da concorrência com outros produtos ou serviços, ganhando espaço no mercado pela identidade da sua empresa. Neste artigo vamos explicar o passo a passo do procedimento de registro de uma marca.

1 – Pedido de Registro

Para ter uma marca registrada, é preciso fazer uma requisição no Instituto Nacional de Propriedade Industrial – INPI, lembrando que o pedido por si só não garante o registro da marca, mas se houver mais de um pedido para registro da mesma marca, quem realizou o primeiro pedido terá prioridade na concessão do registro.

Nesse momento, serão analisados os requisitos formais do pedido e da marca, se o pedido está com todas as etiquetas e requerimentos preenchidos corretamente, se os valores devidos foram pagos, se toda documentação está completa. Caso esteja tudo certo com as formalidades, o pedido é publicado na Revista de Propriedade Intelectual e ficará disponível para oposição de qualquer pessoa, por 60 (sessenta) dias.

2 – Acompanhamento

Em média, a duração de um processo de registro é de dois anos e, nesse período pode ter oposição ao pedido (dentro do prazo de 60 dias a partir da publicação na Revista de Propriedade Intelectual) ou não, o INPI pode exigir mais informações ou documentação extra até que os técnicos façam a análise e concluam pelo deferimento ou indeferimento do pedido.

Para saber o andamento do pedido, o interessado pode realizar buscas na Revista utilizando o número do pedido.

Importante destacar que se houver manifestação de terceiro se opondo ao pedido de registro, o requerente tem 60 dias para contestar. Em seguida, o INPI realizará um exame formal, podendo exigir documentação de ambas as partes a fim de decidir pelo deferimento ou não do pedido.

3 – Deferimento

Não havendo manifestações de oposição nem coincidências com outras marcas ou se houver formas distintas suficientes para diferenciar uma marca da outra, o INPI julgará o pedido de registro procedente.

            Nesse momento, o requerente deverá pagar pelas taxas de proteção do primeiro decênio (dos primeiros dez anos), sob pena de arquivamento do pedido. Se o pagamento for realizado a marca será efetivamente registrada e o requerente terá todos os direitos de uso reservados.

4 – Indeferimento

Por outro lado, se o pedido foi indeferido, o requerente poderá apresentar recurso ao INPI dentro do prazo de 60 dias e os técnicos analisarão o recurso, decidindo se mantém o indeferimento ou se defere o pedido.

Basicamente, as etapas do processo de registro de marca é o descrito acima, mas o que é necessário para formular um pedido de registro? Os documentos exigidos para apresentar um pedido de registro no INPI são:

●     Guia de recolhimento da taxa que deverá ser paga para apresentar o pedido –  a qual pode ser obtida na Delegacia Regional do INPI:

●     Formulário de pedido de registro de marca (preenchido em três vias) – está disponível no site do INPI;

●     15 (quinze) etiquetas não adesivas, em preto e branco, com medida de 6 cm X 6 cm – devem conter o logotipo no tamanho médio de 5 cm (pode ser no comprimento ou na largura), ser apresentadas recortadas e em envelope postal pequeno.

Se o requerente for empresa classificada como sociedade de responsabilidade limitada LTDA deverá apresentar cópia original ou autenticada dos seguintes documentos:

●     Contrato social;

●     CNPJ.

Porém, se o requerente for firma empresário deverá apresentar também:

●     Declaração de firma empresário;

●     CNPJ.

Por fim, se o requerente for profissional autônomo deverá apresentar cópia e original ou autenticada da:

●     Inscrição no ISS;

●     Carteira de identidade;

●     CPF.

Antes de fazer o pedido de registro da sua marca, deve observar alguns pontos relevantes:

●     Faça uma consulta das marcas já registradas: antes de dar início ao processo de registro, sempre faça uma busca no sistema de consultas de marcas do INPI, a fim de verificar se já existe alguma marca com nome ou desenho que se pretende registrar. Essa pequena ação evitará que o pedido seja indeferido se houver alguma marca parecida com a do objeto do pedido.

Além disso, as empresas que solicitaram o registro primeiro têm prioridade na decisão de concessão, sendo assim, se alguém realizou um pedido de registro antes do seu, poderá apresentar oposição a esse pedido.

●     Defina o setor da sua marca: por existir uma imensidão de marcas registradas de produtos e serviços, a legislação permite que marcas iguais ou parecidas sejam registradas se o produto ou serviço for de setor de atividade diferente. Ou seja, é possível que haja um restaurante, uma bebida e um instrumento profissional com o mesmo nome.

●     Conheça e defina a apresentação da sua marca: antes de apresentar o pedido, é importante se informar sobre os tipos de marca e verificar em qual categoria a sua marca se enquadra, se é um logotipo ou tridimensional, etc.

●     Defina a natureza da sua marca: é importante conhecer as naturezas das marcas e definir se é de produto ou serviço, se é coletiva ou de certificação, etc.

●     Verificar os valores das taxas: em geral, são cobradas duas taxas durante o processo de registro, sendo uma no momento do pedido e outra quando recebe o registro. Todavia, se algum documento for solicitado, é possível ter mais algumas despesas.

Precisa de ajuda para registrar uma marca? Consulte um profissional jurídico especializado na área de registro de marcas. Fale conosco.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Onde nos encontrar

Souto Costa Advogados Associados © 2020 Todos os direitos reservados. Configurações de Cookies. Política de Privacidade.