Como ser um bom empresário e proteger sua empresa

Você sabe como ser um bom empresário? Como administrar bem suas finanças, seus subordinados e sua atividade? Se você disse sim ou se você disse não, hoje queremos te mostrar algumas atitudes para que você consiga ser um bom empresário.

O primeiro passo, é sempre saber identificar quais são as falhas que estão presentes na sua empresa, em quais pontos são necessários melhoramentos, ajustes, e a devida atenção.

Certamente, sozinho você encontra dificuldades para se organizar. Na verdade, seja sua empresa de pequeno, médio, ou grande porte, em todo caso fazer tudo sozinho não é a melhor decisão.

Você precisa de pessoas para te ajudar administrar o seu negócio, para que sua empresa esteja em segurança. Não se engane em pensar que não tendo essas pessoas, você está economizando dinheiro, pois em momento futuro, a ausência de uma boa administração em todos os setores da atividade, pode lhe causar dores de cabeça.

A primeira coisa que você deve pensar quando possui uma empresa (na verdade, deveria pensar até mesmo antes de constituir sua empresa) é realizar um planejamento financeiro.

Deve-se estar atento ao valor investido, a expectativa dos possíveis lucros, bem como aos gastos da atividade, sejam com materiais ou mesmo com mão de obra externa ou pelos seus empregados, além dos gastos comuns, como por exemplo, água, energia elétrica, entre outros.

Um erro muito comum pela ausência de planejamento financeiro, é quando o empresário acaba pagando suas dívidas pessoais na conta da empresa. Dessa forma, não se consegue quantificar exatamente quais são os gastos da própria atividade da empresa e quais são os gastos pessoais.

Um segundo ponto a estar atento quando se fala no tema de proteger a sua empresa, é manter não somente o pagamento dos seus funcionários em dia, mas também os demais direitos. Respeitar as férias, sejam elas gozadas ou indenizadas, há prazos que devem ser observados. Caso haja banco de horas, esteja atento também a compensação. Quanto às horas extras, também devem ser objeto da sua atenção.

Outra maneira de ser uma bom empresário, é não sonegar os impostos que são devidos. Declarar o imposto de renda é importante. Caso não consiga cumprir essa tarefa sozinho, um bom profissional será ideal para te ajudar.

Existe um aspecto ainda, que é um dos mais importantes quando falamos numa boa administração de uma empresa, que é manter as dívidas em dia. Não manter as dívidas da sua empresa pode te dar muito problemas.

Caso você não saiba, a depender da forma de constituição de sua empresa, até seus próprios bens pessoais podem ser atingidos para satisfação da dívida. E como evitar isso? Bem, a melhor forma é sempre com uma atuação preventiva, com esses exemplos que dei acima, entre outras atitudes que podem ser tomadas. Contudo, em grande parte das vezes, sabemos que você só se atenta a como gerenciar a atividade quando já está passando por algum sufoco.

Se você está com algum problema na sua empresa, o que você pode fazer para amenizar esses efeitos? Nós do Souto e Costa sempre reiteramos e dizemos aqui que a melhor forma sempre de buscar a resolução de um problema, é procurando um bom profissional.

Existem muitas questões jurídicas de risco que sua empresa pode estar enfrentando ou vir a enfrentar, e nesses casos, sempre será indispensável a presença de um advogado.

Imagine a seguinte situação hipotética, você realizou um empréstimo junto a alguma instituição financeira, para engrenar a atividade de sua empresa, contudo, seus lucros com a atividade não foram suficientes para honrar com todos os seus compromissos financeiros, sendo um deles, esse empréstimo feito. O que você vai fazer?

Sem dúvida, seu objetivo será tentar uma possível renegociação com o banco, para que assim consiga reequilibrar essa dívida e honrá-la. Contudo, não recomendamos que você sem instrução procure o banco. E você pode se questionar o motivo disso. Bem, é muito simples. As instituições financeiras em geral, sempre costumam colocar juros abusivos e taxas. Digamos que não costumam trazer facilitações. Embora queiram receber o que lhe é devido, costumam embutir altas taxas de juros entre outras cobranças no contrato.

Você empresário, que não conhece os as normas legais, pode acabar por assinar um contrato de renegociação de dívida, com valores que não são corretos. Por isso, mais uma vez sempre orientamos nossos clientes a estarem atentos a esse aspecto.

Se você não procurou um profissional a tempo, após a assinatura do contrato, o procure. Caso haja abusos ainda será possível questionar as cláusulas que não estejam de acordo com a lei e que lhe prejudiquem.

A função do advogado será averiguar a legalidade desse contrato e negociação que foi feita. Se possível, se puder levar o profissional junto ao banco no momento dessa renegociação será uma atitude muito prudente,

Há inúmeros pontos de atenção que um empresário precisa ter ao constituir e manter uma empresa. Mas, finalizamos um último ponto de atenção, com um aspecto simples, mas que implica em um erro comum de muitos. O bom empresário precisa definir o seu público alvo.

Definir o público alvo é parte importante de uma empresa, e tem total impacto na administração e planejamento da mesma.  Você precisa entender e saber um pouco mais que tipo de pessoa procura o seu produto ou serviço. Sabendo o público alvo você desempenhará um bom trabalho. E desempenhando um bom trabalho a sua empresa será bem vista e reconhecida pelas pessoas, aumentando os seus possíveis clientes.

Esses foram alguns aspectos que lhe ajudarão a analisar se sua empresa anda bem. Precisa de ajuda? Fale conosco, nossos profissionais estão atentos e prontos para lhe atender. Entre em contato através dos nossos canais de atendimento.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Onde nos encontrar

Souto Costa Advogados Associados © 2020 Todos os direitos reservados. Configurações de Cookies. Política de Privacidade.