O que fazer para negociar dívidas com o banco?

Contrair uma dívida com o banco e não ter condições de pagá-la pode significar “entrar no vermelho” por tempo indeterminado. Renegociar o débito com a instituição financeira é a melhor saída para não se tornar inadimplente e, por consequência, ser negativado em cadastros de proteção ao crédito. 

É possível negociar a dívida antes mesmo de se tornar inadimplente ou ser alvo de um processo judicial. O consumidor pode entrar em contato e tentar fazer uma conciliação com a instituição financeira. Se o caso já estiver no judiciário, existe possibilidade de bloqueio de contas ou penhora de bens. 

Um profissional especializado em renegociação de dívidas pode agilizar o acordo e ainda obter melhores condições para o pagamento. 

Para o consumidor que está inadimplente, é comum passar a receber cobranças, que precisam também ser analisadas cautelosamente, pois não podem ser abusivas. São proibidas ameaças, ligações fora do horário comercial ou para o local de trabalho do consumidor. São casos passíveis de indenização. 

É possível que o banco entre com processo e tente obter o bloqueio do patrimônio do consumidor. Se isso acontecer, o advogado deve agir com ainda mais urgência para evitar medidas cautelares que prejudiquem o cliente. 

Ao negociar uma dívida, fique atento a novas cobranças abusivas. Os juros e condições impostas não podem ser excessivos e devem caber no orçamento do consumidor. Taxas de juros abusivas e outras cobranças podem ser alvo de uma ação revisional de contrato, na qual o consumidor pode ser indenizado pelo pagamento de valores excedentes.

𝐐𝐮𝐞𝐫 𝐟𝐚𝐳𝐞𝐫 𝐮𝐦𝐚 𝐩𝐞𝐫𝐠𝐮𝐧𝐭𝐚?  Deixe um comentário para nosso time de especialistas ou fale através do Whatsapp (71) 98603-1838, ou no telefone (71) 3351-1839. Será um prazer orientá-lo!

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Onde nos encontrar

Souto Costa Advogados Associados © 2020 Todos os direitos reservados. Configurações de Cookies. Política de Privacidade.