Será que a redução da taxa Selic pode ajudar os devedores de bancos?

Você sabia que o Banco Central promove a redução de juros básicos? Ao definir a taxa Selic, seu objetivo é basicamente controlar a inflação do país, e estimulando a economia.

As instituições financeiras, no momento de concessão de crédito, leva em consideração não somente a taxa Selic, mas, os gastos decorrentes da transação, o risco de inadimplência, e outros fatores.

Mas, você sabe realmente o que é essa chamada taxa Selic? Bem, primeiro, significa Sistema Especial de Liquidação e Custódia. É a taxa básica de juros que servirá como referência e ponto de partida para a aplicação de outros juros existentes no país que equilibram e incentivam a economia, a depender de como ele é estabelecido.

A taxa Selic controla a emissão, compra e venda de títulos por um sistema gerenciado pelo Banco Central.

E como é feito o cálculo? Através da média geral dos juros que são praticados pelos bancos, e é calculada diariamente.

Nos últimos meses, muito se tem ouvido falar sobre a redução da taxa Selic. Em julho, ela chegou em seu menor percentual já visto, sendo fixada em apenas 2,25 ao ano. Especialistas da economia, com base nesse dado, chegaram a dizer que foi os menores juros da história. Esse é um dos impactos da pandemia que está sendo vivenciada por todo o mundo.

Contudo, apesar da redução dessa taxa, os bancos não reduziram os juros que já vinham sendo praticados nos contratos.

Mas, como efeito a taxa Selic reduzida, e na busca pelas instituições financeiras em manterem a redução da inadimplência mesmo em meio a uma pandemia, há uma tendência de que as taxas venham ser melhores. Contudo, apesar dessa tendência, não é uma certeza que assim venham perdurar.

Existe uma verdadeira incerteza na redução das taxas, ou aumento delas. E a grande problemática desse cenário é de como vai ficar a economia diante de tudo isso.

As instituições bancárias têm experimentado de uma alta taxa de inadimplência, e de fato, mantendo altas taxas não é um fator que estimula o pagamento por quem consome seus serviços.

E então você pode se perguntar qual o rumo que essa história irá tomar. Mas isso não é uma conta fechada, isso porque há dois caminhos que podem ser a atitude dos bancos.

Primeiro, eles podem dificultar ainda mais nas renegociações, exigindo do cliente valores integrais contratados. E qual o efeito dessa posição? Como já mencionado acima, poderemos ter um elevado aumento da inadimplência.

Em segundo lugar, e a forma que entendemos ser a mais prudente nesse momento, é oferecer melhores condições de renegociação aos usuários, reduzindo juros e outros encargos. E como efeito? Sem dúvidas, maior número de pessoas pagando suas dívidas.

E o que você pode fazer para minimizar esses impactos? É essencial realizar um planejamento financeiro. Essa é uma dica que frequentemente damos aos nossos clientes. Se você não realizar o planejamento financeiro, corre o risco frequente de sempre estar endividado ou com parcelas em atraso. Além disso, quando você analisa seu orçamento, consegue reajustar e renegociar com a instituição, um valor que seja possível de ser honrado.

Outro ponto para diminuir as consequências ruins frente ao momento presente, é que haja uma verificação dos termos dos seus contratos firmamos. Mas para que essa medida deve ser tomada? É bem simples essa resposta. Para verificar se há abusividades por parte dos bancos em suas cláusulas, por juros e inserção de outros encargos que são desconhecidos por você.

Está perdido e não sabe o que fazer? Procure a ajuda de um profissional. É indispensável que você seja cauteloso. Uma assessoria e consultoria jurídica pode te livrar de muitos males que as instituições financeiras podem causar.

Por isso, aproveite esse momento de instabilidade econômica em nosso país ao seu favor. Renegociar com as vantagens de baixos índices de juros e taxas podem ser caminhos ideias para você nesse momento. Até porque essas facilidades desse momento podem ser enrijecidas com o passar do tempo, com a estabilização da pandemia.

Todo nós sabemos que a tendência das instituições são de colocarem todas as taxas que forem possíveis em seus contratos, e colocarem os juros em seu limite, para que assim posso faturar e manter sua atividade.

Busque o profissional adequado e veja as vantagens e viabilidade na celebração de negociação da dívida, e mantenha seu equilíbrio financeiro ou ainda de sua empresa, para que possa seguir sendo um cidadão bom pagador, e continuando tendo as vantagens de ter o nome limpo. Ter o nome negativado e na lista de mal pagador é algo que deve ser evitado.

Tem mais dúvidas se o contrato celebrado com o banco está regular? Deseja realizar uma renegociação vantajosa mas não sabe como ? Já recebeu uma notificação do aviso de busca e apreensão do seu veículo? Não sabe mais o que fazer frente a altas taxas de juros e outras cobranças? Se você está passando por esses problemas ou outros desse tipo, nossos profissionais podem te ajudar.

Entre em contato conosco e conheça quais medidas podem ser tomadas visando as melhores vantagens para você.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Onde nos encontrar

Souto Costa Advogados Associados © 2020 Todos os direitos reservados. Configurações de Cookies. Política de Privacidade.